Coordenadoria dos Juizados Especiais divulga produtividade da equipe do ADJ no apoio a gabinetes

A juíza coordenadora dos Juizados Especiais Cíveis, Criminais e da Fazenda Pública do RN, Ticiana Maria Delgado Nobre, informa a produtividade da equipe do Projeto de Apoio ao Desempenho Jurisdicional (ADJ) em atuação em suporte aos gabinetes de diversas unidades de Juizados de todo o Estado, capitaneada pela Coordenadoria durante o primeiro semestre de 2020.

Os magistrados, servidores e estagiários que compõem o ADJ colaboraram com a seguinte produção: no 4º Juizado Especial Cível, Criminal e da Fazenda Pública de Mossoró, no período de 02 de dezembro de 2019 a 01 de março de 2020, foram proferidas 272 sentenças, 11 decisões e 28 despachos; no 15º Juizado Especial Cível de Natal, no período de 07 de janeiro de 2020 a 05 de abril de 2020, foram proferidas 727 sentenças, 8 decisões e 82 despachos.

No Juizado Especial Cível da Comarca de Areia Branca, no período de 06 de abril de 2020 a 05 de maio de 2020, foram proferidas 134 sentenças, 9 decisões e 50 despachos. No Juizado Especial Cível da Comarca de São Miguel, no período de 11 de maio de 2020 a 09 de junho de 2020, foram proferidas 210 sentenças, 27 decisões e 81 despachos.

No Juizado Especial Cível da Comarca de Angicos, no período de 10 de junho de 2020 a 09 de julho de 2020, foram proferidas 52 sentenças, 10 decisões e 31 despachos. Por fim, no 16º Juizado Especial Cível da Comarca de Natal, foram proferidas, entre 10 de junho de 2020 a 09 de julho de 2020, 138 sentenças, 8 decisões e 24 despachos. Ao final do semestre, a equipe do ADJ produziu 1.902 minutas no apoio aos Gabinetes citados.

De acordo com Ticiana Nobre, a colaboração de toda a equipe foi importante para os resultados exitosos alcançados. “Como sabemos, as demandas são grandes e os recursos escassos, contudo, com a reunião conjunta de esforços e de comprometimento de toda a equipe (magistrados, servidores e estagiários), sabemos que é possível superar nossos limites na consecução dos nossos objetivos”, disse.

E complementou, destacando a importância desse trabalho para a sociedade: “Nesse sentido, acreditamos que a colaboração do Projeto de Apoio ao Desempenho Jurisdicional - ADJ contribuiu para melhorar os indicadores das referidas unidades judiciárias, resultando na melhoria da prestação jurisdicional ofertada à sociedade, mostrando que com motivação, dedicação e consciência do papel a ser desempenhado no serviço público, é possível responder às demandas jurisdicionais de maneira eficiente e célere”, ressaltou. A formatação do ADJ considera a necessidade em atribuir mais atenção para os Juizados do interior do Estado.
 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200